Duarte Coimbra

Ocupação na indústria: Realizador

Nacionalidade: Português

Principais trabalhos: Amor, Avenidas Novas (2018)

Principais prémios e nomeações: Vencedor do prémio FCSH/NOVA no IndieLisboa por Amor, Avenidas Novas (2018) 

Duarte Coimbra nasceu em Lisboa no ano de 1996.

Especializou-se no ramo de realização, na Escola Superior de Teatro e Cinema, onde colaborou como assistente de produção no filme O Meu Pijama (2017) de Maria Inês Gonçalves - seleccionado para o IndieLisboa 17' (Novíssimos) -, foi segundo assistente de realização no filme A Barriga de Mariana (2018) de Frederico Mesquita - selecionado para o IndieLisboa 18’ (Competição Nacional), e realizou videoclips para os músicos Luís Severo e Primeira Dama.

Trabalhou ainda como anotador no filme Encontro Tardio, realizado por Pedro Ramalhete (em pós- produção) - filme que obteve o apoio à Curta Metragem da Fundação GDA. Foi ainda Júri da Competição de Escolas do Festival Internacional de San Sebastian - ENCINE’17.

Em 2018 começou a colaborar com o IndieLisboa como programador de curtas metragens das secções Competição Internacional, Silvestre e Boca do Inferno.

Amor, Avenidas Novas, produzido em contexto escolar, é o seu primeiro filme como realizador que teve a sua estreia internacional na Semana da Crítica do Festival de Cannes. O filme passou também pelos mais conceituados festivais portugueses como IndieLisboa e Curtas Vila do Conde onde foi galardoado com o Prémio Novo Talento e Melhor Filme Take One!, respetivamente. Duarte Coimbra foi também distinguido com o Prémio Novo de Cinema 2018 (RTP / Antena 3 / Cego, Surdo e Mudo) que pretende homenagear uma personalidade que se tenha destacado naquela ramo artístico naquele ano.

Em 2019, Duarte prepara a sua próxima curta-metragem que tem como título provisório O Filme Feliz e também a sua primeira longa-metragem, uma co-produçaõ luso-brasileira (Uma Pedra no Sapato / If You Hold a Stone) com o nome A Tempestade do Jacarandá