Curtas Experimental
Lince de Prata: Experimental

Keygrip | Nasos Gatzoulis | 6' | GRC
Depois de um fim de relacionamento brusco e difícil, um homem é transferido para um mundo alternativo psicadélico. Ali, o território é dominado por versões sádicas e múltiplas da ex-namorada. Num ritmo frenético, visual e sonoro, assistimos à condenação do protagonista, que vive os seus piores pesadelos. O filme, com um humor ácido, mostra que, mesmo submetido a choques elétricos, afogamentos na piscina e a torturas cruéis com diferentes objetos, a vítima continua submissa a estas mulheres que, na verdade, são uma só. Ele vai precisar de mais do que simplesmente encontrar a chave para voltar a casa.

 

WALD | Floortje Pols | 11' | NLD

As personagens deste breve drama serão influenciadas em um ciclo vicioso pelo comportamento uma da outra. Ao optar por sempre protegerem suas próprias emoções, ambos constantemente confrontam e evitam o confronto. Tudo vale para continuar, ganhar controle sobre o outro e não ficar vulnerável. Dessa forma, o público se depara com a sensação familiar de estar preso entre o desejo de invulnerabilidade e a busca por aproximação. WALD é uma curta-metragem da diretora Floortje Pols, e ataca a fascinação da artista pelo lado destrutivo do ser humano e sua necessidade de ultrapassar limites emocionais na tentativa de se sentir coisas.

 

Donut Paradise | Erdem Arslan | 6' | TUR

Tudo começa quando um homem de colarinho branco se perde enquanto dirige seu carro. Em meio à sua jornada, o protagonista parece encontrar o mundo prometido. Donut Paradise é o experimento surrealista do realizador turco Erdem Arslan, nascido em Istambul. A curta-metragem brinca com as estruturas convencionais de seu gênero e propõe um diferente e excêntrico olhar em relação aos paradigmas do mundo sociocultural em que vivemos, respiramos e suamos. Ao longo da narrativa, o filme convida o espectador a decifrar por si mesmo o que sintetiza o Donut Paradise que dá nome à curta-metragem.

 

Orbit | Tess Martin | 7' | NLD

A energia do sol circula por toda a terra, alimentando o ciclo da vida. Tudo está ligado num loop natural que se repete, como os discos circulares dos brinquedos ópticos mágicos. Esse ritmo perfeitamente equilibrado é interrompido pelos excessos humanos, expulsando o ciclo da órbita e interrompendo temporariamente a circulação de energia na natureza. Orbit é um projeto phonotrope sobre a relação entre a humanidade e o sol. Desenhos giratórios guiam-nos ao longo do fluxo de energia através do nosso planeta, fazendo-nos refletir sobre o nosso lugar no ciclo natural das coisas.

 

Vitiligo | Soraya Milla | 7' | FRA

Ter uma herança cultural mista suscita dúvidas constantes. Vitiligo convida o espectador a entrar na mente de duas mulheres de herança mista, profundamente envolvidas em angústias e em questionamentos viscerais. A diretora Soraya Milla constrói uma experiência fantasmagórica, combinando performance, música, poesia, instalação, teatro e dança. A curta metragem reflete sobre o sentimento de exílio destas mulheres e o impacto do mundo globalizado na percepção da própria identidade. Como é nunca sentir estar realmente em casa? Desde o seu lançamento, Vitiligo foi exibido em festivais de cinema de todo o mundo.

 

I will Go Backwards Of Our Path | Mattia Biondi | 3' | ITA

Uma jornada em sentido inverso pelas estações e pelas unidades da língua, da autoria do diretor Mattia Biondi, cineasta italiano independente que trabalha incessantemente as suas imagens. A sua pesquisa, assim como esta curta-metragem, é baseada no uso de instrumentos técnicos mínimos e essenciais e é orientada para o desenvolvimento de processos criativos que fundem material de arquivo com elementos autobiográficos. Para mudar a prosa do mundo e do seu relógio intacto, há sempre forma de encontrar um ponto mais concreto – imagens perdidas em intervalos mínimos, que compõem I Will Go Backwards Of Our Path.

 

Mary, Mary So Contrary | Nelson Yeo | 15' | SGP

Reaproveitando e manipulando imagens de dois filmes clássicos (Spring in a Small Town de Fei Mu, de 1948, e o de Alfred Hitchcock, de 1938, The Lady Vanishes), combinadas com imagens pessoais do cineasta, Mary, Mary So Contrary cria uma narrativa fantasmagórica acerca de uma mulher chinesa chamada Ma Li. Quase todas as noites ou sonha com uma ovelha que teve na infância ou que é uma mulher caucasiana chamada Mary. O realizador Nelson Yeo é um cineasta de Singapura, tendo participado no Berlinale Talents Tokyo em 2014, na BiFan Fantastic Film School em 2015 e na Locarno Filmmakers Academy em 2018. Está, atualmente, a trabalhar na sua primeira longa-metragem.

 

I Don‘t Exist Yet | Susanna Flock | 14' | AUT

Nesta curta-metragem experimental de Susanna Flock, os protagonistas não são humanos. Moldes substitutos de personagens animadas a computador são os representantes inanimados desta proposta. Inicialmente invisíveis para o espectador, estas personagens só ganham vida através de texturas matematicamente simuladas. A construção de efeitos digitais é dissecada neste filme, para tornar tangível o corpo do aparentemente sem corpo. Uma investigação sobre as condições por detrás das imagens geradas por computador (CGI). I Don’t Exist Yet encara o material digital e o seu excedente como assunto para explorar a desencarnação e a subjetivação.

 

At the entrance of the night | Anton Bialas | 19' | FRA

Dois jovens senegaleses atravessam uma floresta marroquina à noite – eles procuram uma passagem para o norte. Porém, em meio à sua jornada, acabam por evocar um estranho sonho premonitório. Enquanto isso, dois oficiais da Guarda Civil realizam uma patrulha ao longo da costa sul da Espanha em um 4x4. Ambos estão atentos, e os faróis do veículo sondam a escuridão em busca de presenças clandestinas. Em simultâneo, uma jovem realiza um enterro simbólico em um parque suburbano de Paris. A curta-metragem do parisiense Anton Bialas apresenta três partes de uma história espiritualmente conectada e ressonante, envolvendo personagens da África à Europa.

 

Thanatos | Luiza Fagá | 7' | BRA

De asas de cera, ele voa, sonhando consigo mesmo como um pássaro. São os delírios permitidos pela ética do grego. O sol, porém, é proibido. Lembremos, no entanto, que a moral do mito de Ícaro é a prudência. Esta curta-metragem experimental versa sobre o impulso de vida versus o impulso de morte. O artista holandês Bas Jan Ader e o robô de segurança Knightscope K5, afinal, parecem ter uma coisa em comum: a imprudência. A narrativa é construída com base em várias histórias tão profundas quanto mundanas, e combina material original e material reaproveitado pela realizadora brasileira Luiza Fagá.

 

Others | Grace Rex | 13' | USA

Others é uma coleção de oito vinhetas surreais e experimentais. Cada peça se concentra em uma pessoa diferente, em meio a um momento aparentemente mundano, conectado por um cordão umbilical a um ser inocente e imprevisível. Enquanto cada vinheta tem sua própria localização e personagens, um cenário sombrio e surreal une-os, usando um humor absurdo e assustador para construir um mundo de histórias irreverentes e delicadas. Ao criar imagens desafiadoras e ambíguas, a diretora Grace Rex tece uma linguagem visual que permite aos espectadores explorar as experiências viscerais da vida cotidiana.

Sem Ficha Técnica