Béla Tarr

Ocupação na indústria: Realizador
Nacionalidade: Húngara
Principais Trabalhos: Damnation (1987), Sátántangó (1994), The Turin Horse (2011)
Principais Prémios e Nomeações: Berlinale Jury Grand Prix (2011)

Béla Tarr é um dos realizadores mais apreciados da atualidade e é responsável por filmes que são largamente aceites pela crítica como alguns dos mais importantes trabalhos da história do cinema até à data.

Com diversos prémios quer de Berlinale, quer de Cannes, assim como de vários outros festivais, Béla Tarr iniciou a sua carreira com 16 anos, realizando filmes amadores.  

O seu trabalho amador conseguiu a atenção da Bela Balazs Studios que ajudou a financiar a sua primeira longa metragem: Family Nest (1977). A filosofia do filme encontra-se enraízada no realismo socialista – temática presente nos seus primeiros trabalhos e que também pode ser observada nos filmes The Outsider (1981) e The Prefab People (1982). Foi também em 1982 a primeira mudança dramática no estilo de Tarr se deu, a adaptação televisiva de Macbeth: este filme foi composto por apenas 2 cenas, a primeira tendo cinco minutos, e a segunda 67 minutos. A filosofia marcada nos seus filmes também mudou, afastando-se do realismo para uma perspetiva mais metafísica.

Depois da estreia do Almanac of Fall (1984), outra mudança significativa se dá no processo cinamatográfico de Béla Tarr: ele iniciou uma colaboração com o romancista húngaro Laszlo Krasznahorkai, cujos trabalhos foram a base para os filmes Damnation (1988), Sátántangó (1994) – tido como a obra de arte de Béla Tarr e que levou sete anos a ser realizado, tendo a duração de sete horas e meia – e Werckmeister Harmonies (2000). Com Damnation, Tarr estabeleceu o estilo visual pelo qual é reconhecido atualmente: o uso dooo preto e branco e cenas caracteristicamente longas.

Em 2007 The Man from London, protagonizado por Tilda Swinton, estreia e, quatro anos depois, Tarr anuncia que se retirará da profissão de realizador. O seu seguinte (e último) filme estreia em 2011: The Turin Horse, e ganha o Jury Grand Prix no Berlinale.