Ricardo Ferreira

Ocupação na indústria: Compositor Digital

Nacionalidade: Portuguesa

Principais Trabalhos: "Gravity" (2013) e "Ex Machina" (2014)

Principais  Prémios e Nomeações: Vencedor de Óscar por "Ex Machina" (2014)

 

 

Ricardo Ferreira é natural de Matosinhos, Porto, e licenciou-se em Arquitetura.

O seu amor pelo 3D levou-o a Londres onde estudou Efeitos Especiais. Assim que se formou, foi chamado por diversas empresas de produção londrinas e, desde então, colabora em diversas grandes produções. 

Já trabalhou como Compositor Digital em filmes como "John Carter" (2012), de Andrew Stanton, "Frankenweenie" (2012), de Tim Burton, "Dredd" (2012), de Pete Travis e "Gravity" (2013), de Alfonso Cuarón.

Recentemente, fez parte da equipa Double Negative, uma das maiores equipas provedoras de efeitos visuais para filmes, que ganhou o Óscar de Melhor Realização em Efeitos Visuais, por "Ex Machina" (2016).

Procedeu depois para trabalhar em "X-Men: Apocalipse" (2016), "Suicide Squad" (2016) e, mais recentemente, "Thor: Ragnarok" (2017)

Ricardo Ferreira é um dos dois únicos artistas portugueses a ser certificado no Software de VFX, Nuke.