Marjane Satrapi

Ocupação na indústria: Realizadora

Nacionalidade: Iraniana

Principais trabalhos: "Persepolis" (2007) e "Chicken with Plums" (2011)

Prémios principais e nomeações: Nomeada para um BAFTA e um Óscar por "Persepolis"

Marjane Satrapi é uma icónica artista gráfica, cartoonista, ilustradora, autora de livros infantis e realizadora Iraniana, nomeada para um Óscar por Persépolis (2007). Esta nomeação colocou Marjane no mapa, tendo-se tornado na primeira mulher a ser nomeada para aquela categoria.

Nasceu em 1969 no Irão, para daí se tornar numa das mais relevantes vozes a trabalhar sobre os pontos de contacto e cisão entre o Oriente e o Ocidente. Viveu, desde nova, entre a o Teerão mais livre (estudou no liceu francês e cresceu no seio de uma família europeia) e as capitais do velho Continente (foi forçada a emigrar para a Austria na sequência da revolução iraniana).

Será por isso mesmo que, nas escrita como nos filmes, é capaz de resumir de forma incrivelmente gráfica os desafios que os ocidentais enfrentam quando em contacto com a cultura muçulmana. Fê-lo em Persepolis: The Story of a Childhood, uma narrativa sobre a sua própria infância em Teerão. A banda-desenhada aclamada internacionalmente foi originalmente publicada em Francês, embora possa ser encontrada em Inglês, Espanhol, Catalão, Português, Italiano, Grego, Sueco, Georgiano, entre outra. Persépolis terá vendido cerca de 1,500,000 exemplares por todo o mundo.

Embora a novela gráfica se tenha visto envolta em alguma controvérsia devido às suas cenas explícitas e ao seu conteúdo violento gráfico, o filme homónimo de 2007, “Persépolis” ganhou o prémio do júri em Cannes e foi nomeado para Melhor Longa-Metragem de Animação nos Óscares de 2008.

O filme, mantendo-se fiel ao estilo da banda-desenhada original, é apresentado a preto e branco, com as cenas do presente representadas a cores e algumas seleções de acontecimentos históricos que fazem lembrar um teatro de sombras.

Escrito e realizado por Satrapi, com a co-realização de Vincent Paronnaud, o filme retrata a infância de Marji e o início dos seus anos como uma jovem adulta, tendo como pano de fundo o Irão antes e durante a Revolução Islâmica.

A colaboração de Marjane Satrapi com Vincent Paronnaud continuou e resultou em Chicken with Plums (2011). Em 2014, Satrapi realizou o filme de comédia-horror The Voices, obra do argumentista Michael R. Perry.

Atualmente Marjane Satrapi vive em Paris com o marido Mattias Ripa, e encontra-se a trabalhar num filme biográfico de Marie Curie, Radioactive, que está previsto ser lançado em 2020.