A Tribo

Realizador:  Myroslav Slaboshpytskyi

País: Japão

Duração: 126 minutos

Género: Thriller

Data de Exibição: 2 de Outubro às 21h30

Local: Auditório do Casino Espinho

 

Desde a transição da era do cinema mudo para os “Talkies” que o cinema se tornou numa das formas de expressão artísticas mais completas, capaz de estimular os nossos sentidos a vários níveis. Entretanto, foram poucos os filmes que ousaram subverter esta lógica e ainda menos os que o fizeram com sucesso. Por essa mesma razão, a obra verdadeiramente revolucionária do cineasta Ucraniano Myroslav Slaboshpytskyi, “A Tribo”, tornou-se rapidamente numa referência ímpar na história do cinema.


O filme retrata a experiência de Sergey, um adolescente recém-chegado a um internato, que percebe imediatamente que tem de provar que é digno de estar sob a protecção do líder do gangue da escola, para sobreviver ileso. Após uma doutrinação de partidas inofensivas de iniciação e rituais, a nova turma de Sergey logo o introduz nas suas actividades comuns de roubo, suborno e prostituição. Se, inicialmente, assimila perfeitamente o seu novo papel na tribo, vai sentir-se comprometido quando se apaixona por uma colega.


Um filme inteiramente protagonizado por actores surdos-mudos que se recusa a oferecer uma única legenda, pode parecer uma experiência impossível ou, no mínimo, difícil de digerir. Mas desenganem-se, “A Tribo” não só é um dos mais fundamentais filmes do início do século, mas também revela uma nova forma de se fazer cinema, apresentando uma narrativa clara e fluente que nos propõe um jogo de interpretação como nunca antes visto, obrigando-nos a experienciar um universo ausente de som.


Vencedor de 34 prémios, três deles no Festival de Cannes, um número inédito para um só filme, esta obra-prima finalmente chega a Espinho para se revelar como uma das mais notáveis e eminentes experiências cinematográficas de sempre.